quarta-feira, 7 de abril de 2010

Desde muito novo que tenho uma certa paixão por aves. Há cerca de 12 anos concluí a construção da minha moradia, e no meu espaço envolvente comecei a construir os primeiros viveiros para a criação de aves ornamentais. como a experiencia era apenas teórica, aprendida nos varios livros que tenho de aves, nos artigos encontrados na net, e com as explicações de alguns criadores, comecei por comprar as aves de preço mais acessivel, mandarins-zebra, bengalins, piriquitos, agapornis e caturras. como a dificuldade de criação destas espécies era mínima, comprei os primeiros casais de canários. lembro-me de adequirir um casal de mosaicos vermelhos, um casal de amarelos, e um casal de vermelhos. não foi fácil obter os primeiros filhotes, muito por culpa da má informação obtida por um criador "amigo" que tudo fazia para eu não obter sucesso. foi fácil concluir que estava mal orientado por ele, e optei entao por comprar os meus livros, e dedicar muitas horas aos artigos da especialidade na net. em dois ou tres anos superei as dificuldades da criação dos canários de cor. a ausencia de dificuldades das raças de canarios de cor provocou-me um certo desinteresse. gosto de desafios e de dificuldades. como a criação de canários de porte exige muito mais de um criador, essas dificuldades relatadas por amigos criadores destas raças de porte, fizeram despertar em mim o desafio da criação dessas raças. assim vendi todos os meus canarios de cor e adequiri os meus casais de canarios de porte. comecei pelos mais faceis, os glosteres. depois os crestedes, os yorkshires, e os norwichs. nas exposições comecei a ademirar a beleza dos canarios frisados, e no ano seguinte adequiri os primeiros; fiorinos, frisados do sul e frisados do norte. actualmente são já raças que não me apresentam dificuldades na sua criação, e a vontade de ir mais além já está presente... padovanos, frisados parisienses e gigantes italianos, serão em principio os proximos desafios na criação de canários, mas como estou a falar de raças que facilmente atingem entre os 500 e os 1000 euros cada bom casal destas raças..., vou ter que realizar mais algum dinheiro com as raças actuais para poder avançar "nesses projectos"
nos psitacideos tenho uma ademiração muito grande por roselas. ademiro muito as pennant, as rubinas, e as vermelhas. após construir os viveiros para elas, adequiri os meus casais. á beleza das roselas, contrapõe-se o facto de algumas espécies criarem apenas uma vez por ano. um criador experiente consegue obter duas criações. lógicamente que são factores que levam ao preço "elevado" destas aves. tenho ringneckes azuis e falta-me investir nos amarelos que tambem ademiro bastante. a ambição pela criação de papagaios ecletus, e de cauda vermelha é mais "um projecto" para os proximos dois anos.
quanto aos exóticos, por vezes abdico da criação deles, das raças que criam isoladas, para os ver todos juntos num viveiro. é uma beleza enorme, e um excelente anti-stress.

Sem comentários:

Enviar um comentário